Mito do rock sob acusação: Gibson usa madeira ilegal para guitarras

Quem sou
Carlos Laforet Coll
@carloslaforetcoll
Autor e referências

Más notícias para os roqueiros ecologicamente corretos: as preciosas e super famosas guitarras Gibson, um verdadeiro pedaço da história do rock, seriam feitas com madeiras preciosas obtidas de árvores ameaçadas de extinção. Seria ébano, mogno e jacarandá importados da Índia e de Madagascar, contrariando as leis americanas que proíbem seu comércio e processamento.



Ele está prestes a acabar atropelado, sua mãe o salva

Más notícias para o roqueiros ecologicamente corretos: as preciosas e super famosas guitarras Gibson, um verdadeiro pedaço da história do rock, seriam fabricadas com madeiras preciosas obtidas de árvores ameaçadas de extinção. Seria sobre ébano, mogno e jacarandá importados da Índia e de Madagascar, desafiando as leis americanas que proíbem seu comércio e processamento.



Se as acusações fossem confirmadas - até agora não houve nenhuma acusação -, seria uma mancha indelével em um instrumento tão apreciado pelos principais ícones do rock and roll, de John Lennon a Jimmy Page, de Santana a Chuck Berry. E então novamente Slash do Guns & Roses, Angus Young do AC/DC, Paul McCartney, Eric Clapton, e assim por diante.

Segundo a imprensa americana, os federais do Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA invadiram as míticas fábricas Gibson no Tennessee, Memphis e Nashville, apreendendo dezenas de guitarras, amostras de madeira e computadores. Mas a empresa de Nashville negou as acusações, chamando-os de injustos e infundados. Henry Juszkiewicz, CEO da Gibson, disse ao Financial Times: "Cumprimos as leis indianas e provaremos nossa inocência". “Temos muitos problemas para administrar a cabine. As batidas federais foram um golpe ao qual será difícil recuperar”, disse o CEO, destacando como, segundo ele, a crise também afetou o guitarras mais famosas e caras do mundo, com uma Les Paul de 1959 que pode valer meio bilhão de dólares.


Mas não é a primeira vez que investigações desse tipo atingem a Gibson: em 2009, a empresa já havia sido revistada e acusada de ter jacarandá importado ilegalmente em perigo de Madagascar.

Em suma, a última ação contra Gibson, além de ter dividido o mundo musical, reacende o debate sobre a relação entre música e ambiente. Porque existem alternativas, como nos tinha mostrado o Riciclato Circo Musicale, mas muitas vezes são os próprios músicos "que não querem mudar para instrumentos feitos com madeiras eco-sustentáveis", como explicou aos jornais Dick Boak, Diretor de Relações Artísticas da CF Martin Company.



Seria interessante saber o que "eco-comprometido ”Bono do U2, já que até seu lendário guitarrista The Edge praticamente sempre usou uma Gibson Explorer...

Roberta Ragni

Adicione um comentário do Mito do rock sob acusação: Gibson usa madeira ilegal para guitarras
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.