A turbina sem lâminas de baixo custo: produz energia por oscilação (FOTO)

Quem sou
Carlos Laforet Coll
@carloslaforetcoll
Autor e referências

Uma turbina eólica sem lâminas de baixo custo e fácil de instalar. Da Espanha vem uma usina que pode revolucionar o mundo das energias renováveis.

Ele está prestes a acabar atropelado, sua mãe o salva

um turbina eólica sem pás, baixo custo e fácil de instalar. Da Espanha vem uma usina que pode revolucionar o mundo das energias renováveis.





Já havíamos falado sobre a startup Vórtice e sua planta inovadora, a novidade agora é que após os primeiros experimentos, a planta inovadora poderá ver a luz até o final do ano para uso doméstico e pequenos negócios, enquanto em 2018 em grande escala.

Uma pesquisa recente prevê que as turbinas sem pás experimentarão um crescimento exponencial na próxima década. Então vamos afastar os pensamentos de possibilidades de ficção científica porque no futuro, a produção da nova turbina eólica, que explora a força do vento sem pás, mas graças à oscilação do próprio sistema, pode ser uma bela realidade.

As colaborações incipientes também estão permitindo que os engenheiros desenvolvam um tipo de projeto orientado por simulação, resultando em tempo e custo reduzidos.

“Agradecemos ao grupo Altair, sem eles o desenvolvimento do projeto teria sido lento e teria custado muito mais, pois precisaríamos de muito mais protótipos”, disse. David Yanez, tecnologia coCeo para o Vortex.

Vortex Bladeless, este é o nome da turbina, baseia-se em um mecanismo que transforma energia mecânica em energia elétrica através da vorticidade do ar, fenômeno aerodinâmico que envolve a formação de pequenos “redemoinhos” em torno de estruturas atingidas pelo vento. Quando a potência atinge o limite máximo, o sistema permite automaticamente a produção de energias renováveis.

LEIA também: ARBRE À VENT, A ÁRVORE DO VENTO QUE PRODUZ ENERGIA, ESTÁ EM PARIS

A turbina tem formato de cone alongado e tem uma estrutura menos impactante que as tradicionais, mais invasivas no território.

Nos protótipos Vortex que estão sendo testados atualmente, eles foram usados fibra de vidro e carbono que permitem que o eixo vibre o máximo possível. Na base do cone, existem dois anéis de ímãs repelentes que atuam como um motor não elétrico, enquanto a energia cinética do eixo é convertida em energia elétrica por meio de um alternador.



A planta não possui partes mecânicas ou engrenagens, por esta razão eu custos de produção são iguais à metade, em comparação com as turbinas eólicas tradicionais e custos de manutenção são 80% menos. Também não há necessidade de lubrificantes, o sistema é silencioso e, como não há partes móveis, também não há perigo para as aves.

LEIA também: O VENTO EMPURRA OS TRENS NA PAÍSES BAIXOS: O VENTO FERROVIÁRIO CHEGA

No entanto, também existem diferenças em termos de eficiência energética, porque com Vortex a produção é de cerca de um terço mais baixo em comparação com as turbinas tradicionais de mesma potência, mas de acordo com a partida o problema pode ser compensado com a instalação de um número maior de usinas. O custo por megawatt-hora produzido é 40% menor que o eólico convencional.


LEIA também: SOLARMIL, O HÍBRIDO DOMÉSTICO QUE COMBINA FOTOVOLTAICA E VENTO (FOTO E VÍDEO)


Depois de arrecadar um milhão de dólares em capital privado e financiamento estatal, a Vortex lançou uma campanha de crowdfunding para poder colocar turbinas no mercado até o final do ano (em versão reduzida para uso doméstico e pequenos negócios), enquanto em 2018 plantas maiores verão a luz.

Dominella Trunfo

foto

Adicione um comentário do A turbina sem lâminas de baixo custo: produz energia por oscilação (FOTO)
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.