Recuse em troca de comida fresca, iniciativa de um país brasileiro para pobres

Quem sou
Elia Tabuenca García
@eliatabuencagarcia
Autor e referências

Moradores de Santo André, município brasileiro do estado de São Paulo, podem trocar resíduos recicláveis ​​por frutas e verduras frescas.

Moradores de Santo André, município brasileiro do estado de São Paulo, podem trocar resíduos recicláveis ​​por frutas e verduras frescas. Batizado de “Moeda verde” (moeda verde), o projeto visa melhorar a qualidade da alimentação de muitas famílias pobres, para que possam ter comida fresca na mesa.





Assim, a separação dos resíduos não só faz bem ao meio ambiente, como melhora a alimentação da população, pois aqui funciona mais ou menos assim: os cidadãos selecionam os resíduos recicláveis ​​secos que produzem em casa (como jornais, latas de alumínio, papelão, garrafas PET ou potes de vidro) e podem levá-los a um dos pontos da Moeda verde a cada 15 dias. Ao todo, são 7 deles, espalhados nas áreas mais vulneráveis ​​da cidade.

Por cada 5 kg de resíduos entregues, o “doador” tem direito a levar para casa 1 kg de produtos frescos.

A iniciativa já é um grande sucesso na cidade e já atendeu cerca de 35 mil pessoas, inclusive no problema do descarte incorreto de resíduos.

Isso ocorre porque o trocar ações de materiais recicláveis ​​com alimentos da “Moeda Verde” ocorrem sempre bem próximos aos principais pontos de descarte irregular de lixo na cidade.

Iniciativas semelhantes também estão ocorrendo em outros municípios, como Guarujá, em São Paulo, Curitiba e Ponta Grossa, no Paraná.

E se todos pudéssemos trocar resíduos recicláveis ​​por alimentos de boa qualidade?

Veja também:

  • Banco de Plástico: quando o plástico vira moeda de troca e descartá-lo rende dinheiro
  • Esses caras estão limpando o oceano de plástico (criando empregos também)
  • A máquina de limpeza oceânica de plástico da Boyan Slat está pronta e prestes a zarpar
Adicione um comentário do Recuse em troca de comida fresca, iniciativa de um país brasileiro para pobres
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.