Parques solares podem ajudar a salvar abelhas, transformando a terra em refúgio para polinizadores

Quem sou
Carlos Laforet Coll
@carloslaforetcoll
Autor e referências

Os parques solares podem ajudar a salvar as abelhas polinizadoras, tendo assim um duplo efeito a favor da natureza: além de serem fontes preciosas de energia renovável, ajudam a proteger a biodiversidade.

Ele está prestes a acabar atropelado, sua mãe o salva

Os parques solares podem ajudar a salvar as abelhas polinizadoras, tendo assim um duplo efeito a favor da natureza: além de serem fontes preciosas de energia renovável, ajudam a proteger a biodiversidade.





O energia solar está cada vez mais ao alcance de todos, com sistemas de alto desempenho a custos competitivos, que também permitem a pequenas empresas ou particulares instalá-los com pouco gasto. Isso levou o setor a um crescimento exponencial nos últimos anos - e a tendência é de aumento constante, também devido à crise climática que está empurrando muitas pessoas para soluções energéticas mais verdes. 

Mas esse florescimento da energia sustentável corresponde a uma desvantagem bastante desagradável: os sistemas fotovoltaicos e os painéis solares, de fato, precisam de muito espaço. A Universidade de Priceton, nos Estados Unidos, estima que 9 milhões de acres de terra destinados a painéis solares são necessários para alcançar a tão necessária neutralidade climática até 2050. Isso significa milhares de acres roubados da natureza, campos e flores, com grandes consequências também para a vida dos animais .

Nos últimos anos, os administradores de parques solares foram incentivados a transformar o espaço sob os painéis solares em um habitat para abelhas, borboletas e outros insetos polinizadores, guardiões da biodiversidade. De fato, se implementados com consciência, os parques solares podem fazer muito mais pelo meio ambiente do que simplesmente produzir energia limpa: podem criar habitats de biodiversidade que melhoram o solo, absorvem dióxido de carbono, melhoram a paisagem e ajudam a agricultura das áreas vizinhas. Aqueles que aproveitam a oportunidade de energia solar, por outro lado, gostariam de instalar painéis solares de forma rápida e barata, sem prestar muita atenção ao que está por baixo. De fato, muitas vezes acontece que o solo subjacente é tratado com agentes químicos para conter o crescimento de ervas daninhas, com o resultado de destruir a riqueza do solo.

A perda de habitat, o uso de pesticidas e a crise climática causaram o declínio mais severo de todos os temas nas populações de abelhas, borboletas e insetos polinizadores - tudo em algumas décadas. Muitas vezes esquecemos a preciosa contribuição desses insetos (considerados incômodos por muitos) para a economia agrícola, a biodiversidade e a natureza como um todo, e por isso não se faz o suficiente para protegê-los.



Felizmente, a tendência vem se invertendo há alguns anos, e os primeiros passos para a convivência sustentável com as abelhas já são visíveis. Os parques solares estão se tornando cada vez mais um duplo benefício para o ecossistema natural e para nós: os insetos polinizadores são atraídos pela riqueza de flores e plantas colocadas sob os painéis solares, as ovelhas pastam serenamente o centeio enquanto os painéis coletam os raios do sol e os transformam em e energia sustentável. Além disso, flores e grama não apenas fornecem habitat e alimento para insetos polinizadores e outros animais, mas com suas cores escuras e alta umidade, mantêm a temperatura do solo mais baixa do que a terra nua e permitem que os painéis solares se mantenham mais frescos, melhorando sua capacidade para gerar energia. Por fim, o pastoreio das ovelhas mantém a área limpa, elimina naturalmente as ervas daninhas e, assim, reduz o risco de incêndios. 

Il Minnesota foi o primeiro estado dos EUA a adotar voluntariamente padrões em parques solares que também eram sustentáveis ​​para insetos polinizadores (2016); outros estados logo se seguiram, como Vermont e Carolina do Sulaté Califórnia. Também merecem destaque as iniciativas locais – de pequenas cidades, campi universitários e indústrias que optam por adquirir energia de fontes que sustentam a biodiversidade e a vida dos insetos polinizadores.

Fonte: Oxford Academic



  • Também recomendamos: Dia Mundial da Abelha, como nasceu e porque é 20 de maio
  • Os pesticidas são cada vez mais tóxicos e estão matando as abelhas, precisamos salvá-los AGORA
  • Abelhas: vamos salvá-las com uma flor. Veja quais plantar
Adicione um comentário do Parques solares podem ajudar a salvar abelhas, transformando a terra em refúgio para polinizadores
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.