Mesmo nos Alpes europeus, o gelo está ficando vermelho roxo (e isso não é uma boa notícia)

Quem sou
Carlos Laforet Coll
@carloslaforetcoll
Autor e referências

Até as geleiras alpinas estão hoje ameaçadas por uma alga microscópica que muda de cor e acelera seu derretimento.

Ele está prestes a acabar atropelado, sua mãe o salva

Neve e gelo vermelho-púrpura dos Alpes. Como aconteceu na Groenlândia, as geleiras alpinas também são ameaçadas por uma alga microscópica que muda de cor e acelera seu derretimento.





Isso é o que foi aprendido pela primeira vez por pesquisadores da Universidade de Milão-Bicocca, que publicam os resultados em Scientific Reports.

Neve rosa, uma terrível nova ameaça ambiental para o Ártico e a Antártida (FOTO)

Entre as diferentes espécies de algas identificadas nas amostras analisadas, eles encontraram uma notável abundância de Ancylonema nordenskioeldii, uma espécie que nunca havia sido documentada nos Alpes e que domina as florações de algas no manto de gelo da Groenlândia.

"Na Groenlândia, a presença de algas na calota polar provoca o escurecimento de uma grande porção de gelo (cerca de 100.000 quilômetros quadrados) conhecida como 'zona escura', amplificando o derretimento do gelo no verão - explica o primeiro autor do estudo, Biagio Di Mauro. Nos Alpes europeus esse fenômeno nunca havia sido identificado quantitativamente. Nosso estudo pela primeira vez mostrou que o processo de feedback bio-albedo também pode ocorrer em nossas latitudes. Em particular, as amostras coletadas na geleira Morteratsch (Engadine, Suíça) permitiram sequenciar o DNA dos organismos presentes na superfície da geleira e estudá-los ao microscópio. Os resultados destacaram a presença de colônias da espécie Ancylonema nordenskioeldii, conhecida por sua abundância na zona escura da Groenlândia”.

Não apenas pelo aumento da temperatura. Se o gelo dos Alpes derrete, também é devido a algumas espécies de algas….

Postado por Universidade de Milano-Bicocca na terça-feira, 14 de abril de 2020

Como é possível colorir?

A coloração é um fenômeno natural devido justamente às algas da espécie Ancylonema nordenskioeldii, que conseguem viver nas condições extremas da superfície da geleira. No verão, eles usam a água derretida presente na superfície para se multiplicar e se espalhar. Quanto mais quente, mais água está disponível na geleira e mais eles prosperam. Sua cor roxa se deve aos pigmentos utilizados na fotossíntese e sua presença, porém, tem como consequência tornar o gelo mais escuro, absorvendo mais calor e favorecendo o derretimento.



© Researchgate

© Researchgate

A presença da alga vermelha, em essência, confere à neve um albedo mais baixo e a faz derreter mais rapidamente. E não é só isso: quanto mais a neve e as geleiras derretem, na opinião dos especialistas, mais aumenta a presença da alga em um efeito em cadeia e um impacto negativo no clima que não deve ser subestimado.

AQUI você encontra o estudo completo.

Fonte: Relatórios Científicos / Unimib

Veja também:

  • Monte Rosa continua a desmoronar: a geleira Belvedere irreconhecível
  • Clima: Piemonte perdeu 20 geleiras em 50 anos
  • Alasca: o impressionante vídeo da geleira desmoronando no mar
  • Vamos dizer adeus ao Glaciar Marmolada: para o CNR desaparecerá em 25 anos
  • A morte de uma geleira ao vivo: maxi colapso no Mont Blanc (VÍDEO)
Adicione um comentário do Mesmo nos Alpes europeus, o gelo está ficando vermelho roxo (e isso não é uma boa notícia)
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.