Fotovoltaica para varandas: também pode pedir uma dedução fiscal para sistemas de armazenamento, veja como

Quem sou
Carlos Laforet Coll
@carloslaforetcoll
Autor e referências

O fotovoltaico da varanda não nos torna energeticamente independentes, mas ajuda contra contas caras. Para aumentar o rendimento é aconselhável ter um sistema de armazenamento (uma bateria). Quem pode usufruir dos mesmos incentivos reservados aos painéis

Ele está prestes a acabar atropelado, sua mãe o salva

Os painéis fotovoltaicos da varanda ajudam a reduzir as contas, mas se você tiver um sistema de armazenamento (uma bateria) o rendimento aumenta. E sim, os incentivos fiscais também podem ser usados ​​para instalar esse dispositivo.





Um painel fotovoltaico de varanda pode alimentar simultaneamente um PC por cerca de 2-3 horas, uma TV, o aspirador de pó por até 30 minutos e 8 lâmpadas de baixo consumo com a potência instalada típica (1,2 kWh ou 2,4 kWh) e a energia acumulada resultante em um dia cheio de sol.

Se não tiver bateria, existem algumas medidas para aumentar o seu rendimento (exposição a sul, de electrodomésticos ao meio-dia e não à noite). Mas tê-lo ainda é preferível e também para a instalação do sistema de armazenamento você pode aproveitar deduções fiscais iguais a 50% utilizáveis ​​em dez anos.

Leia também: Fotovoltaica de varanda: como instalá-la para aumentar sua eficiência

Conforme relatado pelo GSE, os sistemas de armazenamento podem ser instalados em:

  • sistemas solares fotovoltaicos incentivados;
  • centrais termodinâmicas solares com incentivos ou que solicitem o reconhecimento dos incentivos;
  • centrais alimentadas por fontes renováveis ​​que não sejam incentivos fotovoltaicos ou que solicitem o reconhecimento de incentivos, também em substituição do regime de incentivos dos Certificados Verdes;
  • centrais combinadas de produção de eletricidade e calor constituídas por unidades para as quais seja exigido o reconhecimento de funcionamento como Cogeração de Alta Eficiência e/ou o reconhecimento de Certificados Brancos;
  • usinas movidas a fontes renováveis ​​que, como parte da Retirada Dedicada, acessam os preços mínimos garantidos no caso de a energia elétrica ser retirada pela GSE ou vendida no mercado livre;
  • plantas de produção que acessam a Bolsa no local;
  • plantas alimentadas por fontes renováveis ​​para as quais é exigida a emissão de Garantias de Origem

Em 60 dias é necessário comunicar a instalação bem sucedida contra os quais podem ser solicitados incentivos, concedidos pelo GSE após suas avaliações.



Mas - e essa é a boa notícia - mesmo a instalação da bateria dá direito a mesmos benefícios fiscais (ou seja, dedução igual a 50% utilizável em dez anos) da instalação dos painéis, conforme clarificado pela Circular n. 7º de 27/04/2018 da Receita Federal, onde dispõe:

A instalação do sistema de armazenamento numa central dá direito à dedução tanto no caso de esta instalação ser contextual ou posterior à do sistema fotovoltaico, configurando, nestas hipóteses, o sistema de armazenamento como elemento funcionalmente ligado ao sistema fotovoltaico sistema mesmo

Se você tem um pequeno tesouro à parte (para um sistema fotovoltaico de varanda é necessário investir em média 1500 euros, aos quais devemos adicionar os custos de mão de obra se não conseguirmos montá-lo de forma independente), pode ser realmente a hora de investi-lo.

Siga seu Telegram Instagram | Facebook TikTok Youtube



Fontes: GSE / Agência de Receitas

Veja também:

  • Fotovoltaica da varanda como alternativa ao gás e contra contas caras
  • Fotovoltaica doméstica contra contas caras: até as persianas podem ser inteligentes e produzir energia a partir do sol  
Adicione um comentário do Fotovoltaica para varandas: também pode pedir uma dedução fiscal para sistemas de armazenamento, veja como
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.