Como parar o som irritante da torneira pingando… com ciência!

Quem sou
Elia Tabuenca García
@eliatabuencagarcia
Autor e referências

O som irritante produzido por uma gota de água caindo de uma torneira com vazamento é causado por bolhas de ar presas debaixo d'água. Aqui está como.

Ele está prestes a acabar atropelado, sua mãe o salva

O som irritante produzido por uma gota de água caindo de uma torneira com vazamento é causado por bolhas de ar presas debaixo d'água. Aqui está como.





Plin, plink, plik, faz a gota de água no coração durante a noite. Capaz de perfurar seu cérebro mesmo que fosse uma furadeira, aquela gota pendurada na torneira que, depois de uma queda livre de um nanossegundo, acabando no fundo da pia faz mais barulho que um show do Metallica, na verdade produz um som cuja natureza é cientificamente demonstrável. E uma pequena bolha de ar é responsável por isso.

Bem, alguns cientistas corajosos começaram a estudar o fenômeno e descobrir como pará-lo. Mas a solução definitiva permanece, infelizmente, uma chamada para o encanador.

Em suma, Anurag Agarwal, da Universidade de Cambridge, especialista em aerodinâmica aeroespacial, aparelhos e aplicações biomédicas, aprendeu que o som irritante da gota caindo da torneira vazando é causado por bolhas de ar presas debaixo d'água. Basta adicionar uma pitada de detergente para o coletor de gotejamento para parar “o som de plink plink”.

Esse ruído depende basicamente da oscilação de uma bolha microscópica de ar que se forma sob as próprias gotas no momento do impacto, que por sua vez empurra a superfície da água para vibrar e soltar som no ar.

Os espantosos engenheiros do departamento de engenharia da Universidade de Cambridge descobriram assim, num estudo que mais tarde foi publicado na Nature, que se alterar a tensão superficial da água onde as gotas caem, por exemplo colocando detergente para a loiça, pode eliminar o som irritante.

A ideia da busca começou quando Agarwal foi visitar um amigo e ficou acordado a noite toda devido a um vazamento de água do teto, pingando em um balde no chão. Irritado com o barulho, passou a analisá-lo no laboratório com câmeras e microfones de altíssima velocidade.



“Usando câmeras de alta velocidade e microfones de alta sensibilidade - explica Samuel Phillips, um dos autores do estudo - pudemos observar diretamente pela primeira vez a oscilação da bolha de ar, demonstrando que a bolha é o principal motor. tanto para o som subaquático quanto para o som aéreo característico. Mas o som aéreo não é simplesmente o campo sonoro subaquático se espalhando para a superfície, como se pensava anteriormente”.

Seria de fato a oscilação da pequena bolha para se espalhar vibrações na superfície da água. A bolha, que se forma na parte inferior da cavidade sob a gota, atua como um pistão e produz ondas sonoras.

Em resumo, as observações sugerem que o respingo inicial, a formação da cavidade e o jato de líquido são todos eficazes. O irritante “plinky sound”, como o chamam os britânicos, é na verdade o resultado da oscilação de uma pequena bolha de ar presa sob a superfície da água. A bolha faz com que a superfície da água vibre em sintonia com ela, o que envia ondas acústicas aos nossos ouvidos semelhantes a um pistão. A bolha de ar presa deve estar próxima ao fundo da cavidade causada pelo impacto da queda para que o som do “plink” seja audível. E pronto.

Objetivo da pesquisa? Estudiosos apontam para a possibilidade futura de sintetizar o som de gotas com maior precisão para produções multimídia, como filmes ou videogames. Enquanto isso, só podemos dizer para não pensar muito e consertar essa torneira o mais rápido possível, para não perder grandes quantidades de um bem tão precioso como a água.



Germana Carillo

Adicione um comentário do Como parar o som irritante da torneira pingando… com ciência!
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.